Búsqueda avanzada

TIENE EN SU CESTA DE LA COMPRA

0 artículos

en total 0,00 €

GUINEIDADE & AFRICANIDADE
Título:
GUINEIDADE & AFRICANIDADE. ESTUDOS, CRÓNICAS, ENSAIOS E OUTROS TEXTOS(Edición Digital)
Subtítulo:
Autor:
LEOPOLDO AMADO
Editorial:
EDIÇÕES VIEIRA
ISBN:
978-989-736-202-6
Páginas:
336
Derechos sobre el eBook:
Copiar/pegar: Prohibido.
Imprimible: Prohibido.
Colección:
ENSAIO | ENSAIO
8,00 € Comprar
Ayuda ebook

Sinopsis

Contrastando com a vistosa luta de libertação dirigida por Amílcar Cabral com o percurso sinuoso do país no período pós-independência, a Guiné-Bissau tem conhecido e registado múltiplos fenómenos que a caracterizam, cumulativamente, entre outros qualificativos depreciativos, como um país pobre, um non State , um país instável, um país inviável, um narco-estado, um país falhado e, amiúde, como um país demasiadamente problemático. Ressaltam nítidas, destas contrastantes asserções, efectivamente dialécticas mas não necessariamente contraditórias, duas acepções que interpelam viva e persistentemente a Guiné-Bissau e aos guineenses, para além da própria comunidade internacional. De um lado, o passado histórico guineense e as modalidades de sua projecção na contemporaneidade histórica do país e, por outro, a resultante da forma como esta contemporaneidade histórica se articula com a emergência de uma nova entidade sociológica que é hoje a Guiné-Bissau, para o bem e para o mal, com todos os seus problemas e expectativas, certamente peculiares e diferenciados dentre as várias entidades e actores em presença, mas também com todas as suas contradições e clivagens, nomeada e inclusivamente as dinâmicas que comportam uma incidência secular, dentre as quais avultam as étnicas. Neste sentido, Guineidade & Africanidade: Estudos, Crónicas, ensaios e Outros Textos é, para o autor, uma contribuição desinteressada mas direccionada, que resulta de uma compilação, em livro, de vários escritos reflexivos da sua lavra, seleccionados pelo próprio, e que visam, antes de mais, proporcionar aos guineenses e aos amigos da Guiné-Bissau, em jeito de contribuição, um exercício de cidadania susceptível de ocasionar um maior conhecimento e uma maior compreensão dos meandros históricos imbricados e complexos em que perigosamente se agigantaram e se agigantam as equações do problema na Guiné-Bissau, sem dúvida, segundo o autor, o passo sensato e o primeiro na procura de soluções minimamente duradouras.