Búsqueda avanzada

TIENE EN SU CESTA DE LA COMPRA

0 artículos

en total 0,00 €

O TRABALHO, UMA VISãO DE MERCADO
Título:
O TRABALHO, UMA VISãO DE MERCADO(Edición Digital)
Subtítulo:
Autor:
MÁRIO CENTENO
Editorial:
FUNDAçãO FRANCISCO MANUEL DOS SANTOS
Materia
Sociología Feminismo Trabajo Social
ISBN:
978-989-8819-69-7
Páginas:
128
Derechos sobre el eBook:
Imprimible: Prohibido.
Copiar/pegar: Prohibido.
Compartir: 6 dispositivos permitidos.
Colección:
ENSAIOS DA FUNDAçãO
1,10 € Comprar
Ayuda ebook

Sinopsis

O Trabalho, Uma Visão de Mercado faz uma abordagem alargada da organização das relações laborais em Portugal. No topo encontra-se a sua segmentação, que raciona as oportunidades de emprego de forma ineficiente. A emergência dos contratos a prazo como forma quase exclusiva de entrada no mercado de trabalho, bem como a baixa taxa de conversão desses contratos em relações laborais duradouras, promovem o desinvestimento em formação e educação. A flexibilidade salarial que está associada aos contratos a prazo apenas agrava esta situação. Não se remunera o esforço, nem há retorno para os investimentos. Em Portugal leva-se demasiado tempo a voltar ao emprego. As características estruturais do desemprego são preocupantes. O desemprego é um período de investimento, mas pode tornar-se um pesadelo se for de longa duração. A duração do desemprego cria estigmas que levam a períodos sem emprego cada vez mais longos. A reduzida oferta de qualificações no mercado de trabalho é responsável por parte das dificuldades estruturais da economia portuguesa, que se traduzem em baixa produtivi-dade e fraco crescimento potencial. As baixas qualificações limitam, também, as oportunidades dos trabalhadores no mercado de trabalho e estão na génese de uma das maiores desigualdades salariais na Europa. A divergência da economia portuguesa deve-se à má qualidade das suas instituições. A sua transformação passa pela simplificação contratual, pela criação de um quadro correto de incentivos para os investimentos das empresas e dos trabalhadores. Este ensaio mostra um caminho possível. Com o mercado como parceiro.